A farra do consumo que se viu durante muitos anos em países desenvolvidos, como nos Estados Unidos, perdeu força.

Consumidores de economias em desenvolvimento estão reavaliando os seus hábitos de consumo.

Elas estão deixando de lado o materialismo e buscando produtos com foco em simplicidade, autenticidade e individualidade.

É o que revela o mais recente estudo Tendências de Consumo em 2019, elaborado pela Euromonitor Internacional.

É muito provável, de acordo com o estudo, que os consumidores de países emergentes, como o Brasil, sigam o exemplo dos de países desenvolvidos.

“Consumidores cansados de produtos genéricos começam a dar mais valor para produtos simples, com maior qualidade, diferenciados, e que transmitam certo nível de status”, diz o estudo.

A preocupação de colaborar com o meio ambiente também ganha força nas economias desenvolvidas, e os produtos que seguem essa ordem têm a preferência.

Nos últimos 12 meses, a pressão por uma sociedade livre de resíduos plásticos ganhou impulso, o que deve se intensificar neste ano, de acordo com o estudo.

“A durabilidade das embalagens plásticas está sendo examinada por causa da presença poluidora do plástico, uso pós-consumo, como desperdício no mundo”, cita o estudo.

Em Los Angeles, uma das maiores cidades dos Estados Unidos, é possível ver nas lojas o comportamento mais tímido dos norte-americanos em relação ao consumo.

As liquidações pós-Natal de redes tradicionais, como a Macy´s, com descontos de até 70%, já não são mais motivo para lotar as lojas.

Em um dos mais conhecidos shoppings da cidade, o Westfield Century City, recém-reformado, localizado na Santa Monica Boulevard, as liquidações não lotaram as lojas neste mês.

Shopping Westfield Century City, em Los Angeles

A gerente de uma das lojas disse para a reportagem do varejoemdia.com que, desde a crise de 2008, que começou com a quebra do banco Lehman Brothers, o consumidor ficou mais cauteloso.

Os norte-americanos estão preferindo economizar e ou viajar.

Em Orlando, onde estão localizados os Parques da Disney, quem corria mesmo atrás de promoções nos shoppings em dezembro eram os brasileiros.

“Se os brasileiros deixarem de vir para Orlando, muitos shoppings e lojas vão fechar por aqui”, disse uma vendedora para a reportagem do varejoemdia.com.

Vale lembrar que a compra pela internet também não para de crescer por lá, mais um motivo para que as lojas fiquem mais vazias.

Foto: Loja da Macy´s do Westfield Century City, em Los Angeles/ Janeiro de 2019

Anúncios

Escrito por Fátima Fernandes

Jornalista especializada em economia, negócios e varejo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s