Primeiro foram meses sem faturar. Depois, a disputa, até na Justiça, para reduzir o aluguel. Agora, os lojistas de shoppings estão entregando os pontos sem receber nada por eles.

No dia 15 de agosto, foi a vez da Renata, loja de semi-joias e acessórios, instalada no shopping Iguatemi desde a sua inauguração, em 1966, fechar as portas.

A receita mensal da loja, de 20 metros quadrados, pela primeira vez, não cobria mais os custos de permanecer no centro comercial, que é considerado um dos mais caros do país.

“Com fluxo menor no shopping, teríamos de trabalhar pelo menos três meses para pagar um. Preferimos sair”, afirma Mayra Zikova, sócia-proprietária da loja.

Veja matéria completa

 

Escrito por Fátima Fernandes

Jornalista especializada em economia, negócios e varejo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s