Após mais de um ano de pandemia do novo coronavírus, pesquisas revelam mudanças nos hábitos de consumo na maior economia do mundo, os Estados Unidos.

Jason Goldberg, consultor de varejo e diretor da Publicis, destaca o avanço expressivo do e-commerce em poucos meses.

No país em que as máscaras já começam a não ser mais obrigatórias, mais de 50% das vendas de produtos eletrônicos, diz ele, acontecem pela internet.

Antes da pandemia, o comércio eletrônico representava menos de 3% das vendas totais de alimentos no país. Este número agora está próximo de 10%.

De 2010 a 2018, de acordo com ele, o e-commerce em geral cresceu 12% ao ano nos EUA. Em 2019, 15% e, em 2020, 25,1%.

Todos esses números eram projetados para daqui cinco anos ou mais. “A Covid-19 acelerou as tendências de varejo para alguns anos mais tarde”, diz ele.

Veja matéria completa

Escrito por Fátima Fernandes

Jornalista especializada em economia, negócios e varejo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s