Em meio a uma pandemia, qual é o empresário que não gostaria de ver a sua dívida cair 50%, ter um prazo de 18 anos para quitar o que restou, com um ano de carência?

Essa condição, até difícil de imaginar no mundo dos negócios, foi obtida na Justiça pela Breithaupt, tradicional rede com 12 lojas de material de construção de Santa Catarina.

No segundo semestre do ano passado, a empresa, localizada em Jaraguá do Sul, entrou com pedido de recuperação judicial por conta de uma dívida de R$ 30 milhões.

Recentemente, uma assembleia com cerca de 150 credores, aprovou o deságio e o parcelamento de pagamento como voto de confiança na rede quase centenária.

“Tivemos a coragem de tomar uma decisão para salvar o negócio da família. A recuperação judicial é um remédio amargo, mas possibilitou a recuperação da empresa”, afirma Bruno Breithaupt, presidente da companhia.

Também foi aprovada a venda de imóveis e de sete lojas de autopeças que pertencem à família para reforçar o caixa e acelerar a amortização do pagamento dos credores.

Leia matéria completa

Escrito por Fátima Fernandes

Jornalista especializada em economia, negócios e varejo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s