Quase dois anos de pandemia em uma economia com indicadores econômicos nada favoráveis ao consumo, e, pior, sem expectativas de melhora ao longo de 2022.

Qual é o perfil de loja que pode sobreviver a tudo isso?

É aquela que ‘respira’ cliente, não produto, tem custos gerenciados com rigor, atendimento diferenciado, foco em nichos de mercado e boa gestão de crédito.

Este é o retrato da loja-sobrevivente em 2022, na avaliação de César Souza, presidente do Grupo Empreenda, e um dos maiores especialistas em gestão do país.

Palestrante e escritor com mais de 400 mil livros vendidos, o mais recente deles, “O Jeito de ser Magalu”, Souza tem sugestões para ajudar os lojistas a enfrentar a crise.

Para ele, o e-commerce é uma iniciativa desejável, e os lojistas precisam enxergar os empregados como parceiros, buscando o comprometimento emocional das pessoas.

Veja a seguir, os principais trechos da entrevista de César Souza ao Diário do Comércio, realizada por e-mail.

Veja matéria completa

Escrito por Fátima Fernandes

Jornalista especializada em economia, negócios e varejo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s