É mais do que sabido que o varejo brasileiro depende de emprego, renda e confiança do consumidor para ter bom desempenho.

Nenhum desses três indicadores, pelo que se vê até agora, deve ser positivo em 2022, a ponto de resultar em uma retomada da economia.

Devido a este momento tão desfavorável ao consumo, lojistas devem ser cautelosos com os investimentos e aprimorar o atendimento e a gestão.

“Não é hora de jogar muito dinheiro na operação”, afirma Maurício Morgado, professor da FGV especializado em varejo e serviços.

Isso não quer dizer, diz ele, que quem tem loja tem de ficar parado atrás do balcão esperando a economia retomar e o cliente voltar.

“É o momento de melhorar o atendimento, incorporar sistemas de eficiência na operação, ter uma presença digital um pouco maior.”

Veja abaixo os principais trechos da entrevista com Maurício Morgado, consultor com mais de 30 anos de experiência em varejo e serviços.

Veja matéria completa

Escrito por Fátima Fernandes

Jornalista especializada em economia, negócios e varejo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s