Quem saiu às compras neste mês de dezembro pode até ter tido a sensação de que o período pré-pandemia estava de volta, com as ruas e os shoppings cheios de consumidores.

Na hora de identificar os números, pesquisas em pontos-de-venda revelam que o Natal de 2022 sequer se igualou ao de 2019, pelo menos em relação ao fluxo de pessoas em lojas.

Levantamento da Virtual Gate, empresa que monitora cerca de 4 mil estabelecimentos no país, mostra queda de 25% no volume de pessoas em lojas de ruas e de shoppings, no período.

As lojas de rua sofreram mais do que as de shoppings. Do dia 1 a 24 de dezembro, o fluxo de consumidores em lojas de ruas caiu 33% sobre igual período de 2019 e, de shoppings, 22,4%.

Os números são melhores na comparação com igual período do ano passado: queda de 2% nas lojas de rua e de 0,8% nas de shoppings, de acordo com a Virtual Gate.

No Estado de São Paulo e na capital paulista, os dados são piores do que no restante do país.

Do dia 1 a 24 de dezembro deste ano, o fluxo de pessoas em lojas no Estado caiu 26% e, em lojas na cidade, 30%, na comparação com igual período de 2019.

Nas ruas, a queda chega a 38% no Estado de SP e, nos shoppings, a 27%, no período. Os dados são os mesmos para a capital paulista.

Para Heloísa Cranchi, diretora da Virtual Gate, as principais razões para a redução do fluxo de pessoas nas lojas são a pressão sobre os preços e o elevado endividamento das famílias.

Veja matéria completa

Escrito por Fátima Fernandes

Jornalista especializada em economia, negócios e varejo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s